Polícia Federal deflagra segunda fase da Operação Reação Adversa e sergipano é preso

Com o objetivo de dar  cumprimento a dois mandados de busca e apreensão  expedidos pela1ª Vara Federal de Sergipe, nesta quinta-feira, 7 de novembro, a Polícia Federal deflagrou a segunda fase da Operação Reação Adversa.

Iniciada no mês de outubro, quando cinco pessoas foram presas,  a ação policial visa a desarticulação de uma quadrilha responsável pela importação, produção, distribuição e o comércio de anabolizantes nos estados de Sergipe, Bahia e Minas Gerais.

Conforme a PF, em 18 meses de atuação, o grupo lucrou R$cerca de R$ 1 milhão.

Ainda conforme os agentes federais, o objetivo inicial da ação era a coleta de provas, no entanto,dois suspeitos permaneceram em suas atividades ilícitas, sendo necessária a representação pela prisão dos mesmos. A Justiça atendeu ao pedido e expediu os Mandados de Prisão Preventiva.

Um deles, um homem de 29 anos residente em Aracaju, apresentou-se na Superintendência da PF, parecendo desconhecer a situação, ocasião em que recebeu voz de prisão dos policiais. O segundo suspeito preso foi um rapaz de 22 anos. A prisão ocorreu em Uberlândia (MG).

Ambos foram encaminhados ao sistema prisional e colocados à disposição da Justiça.

Por Daniel Villas-Bôas, da Redação Xodó News