Por meio de decreto que será assinado nesta sexta-feira, 20 e entrará em vigor às zero de hoje,  o governador Belivaldo Chagas irá implantar uma barreira sanitária em Sergipe para assim, evitar a propagação do coronavírus. A informação foi divulgada em entrevista ao Jornal da Xodó.

Durante o noticiário que foi transmitido simultaneamente para 14 emissoras do estado, o chefe do Executivo declarou que voos originários de estados onde foram registrados casos de contágio comunitário, como por exemplo, São Paulo e Rio de Janeiro, serão proibidos de desembarcar no Aeroporto Santa Maria. Além disso, a rede hoteleira não poderá receber novos hóspedes.

Na ocasião, Belivaldo anunciou que academias, shoppings, restaurantes e o comércio como um todo, será fechado. Eventos públicos e particulares também estão proibidos. Outro ponto destacado pelo governador, é que em caso de descumprimento das normas, o cidadão estará sujeito ao pagamento de multa. O decreto irpa vigorar pelos próximos 7 dias.

Chagas avisou ainda, que estará disponibilizando 368 leitos hospitalares e 76 leitos de UTI, para cuidar de pessoas que tenham contraído a pandemia e usando os hospitais Hildete Falcão e da Polícia Militar como rede de suporte ao Huse.

Belivaldo Chagas adiantou também, que estará enviando para a Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), um decreto de calamidade financeira e a criação de cartões de inclusão para 22 mil famílias de baixa renda e linhas de créditos voltadas aos pequenos e médios empreendedores.

Já a partir da próxima segunda-feira, 23, será proibida a circulação de transportes intermunicipais com passageiros de origem nos seguintes estados São Paulo, Rio de Janeiro, Minas gerais, Espírito Santo, Bahia, Pernambuco, Alagoas, distrito federal, e demais estado em que a circulação do vírus foi confirmado e que está com confirmação de emergência decretada.

Por Daniel Villas-Bôas, da Redação Xodó News